RESULTADO DA REUNIÃO COM O MEC, HOJE, 4/10

O grupo Galileo, representado pelo diretor presidente Alex Porto, após pesadas críticas do MEC, Sinpro-Rio e das Associações Docentes, apontando a inobservância da estabilidade trabalhista e da legislação educacional, garantiu que as demissões serão revistas com alterações dos regimes: RTI para RTP e RTP para horista, em alguns casos, a fim de viabilizar o regular funcionamento dos cursos e o cumprimento das exigências da LDB.

O secretário da Seres, Jorge Messias mais uma vez defendeu a preservação das instituições com o cumprimento do plano de reestruturação apresentado e avaliado pelo órgão como viável, desde que seja respeitado o planejamento de pagamento de salários.

A mantenedora comunicou ao MEC que o setor de regulação está analisando a viabilidade de encerramento de vários cursos nas duas instituições: Jornalismo, Letras(português/inglês), Letras (literatura), Relações Internacionais e Pedagogia, na UniverCidade e Historia, Comunicação Social, Matemática, Letras e Geografia, na UGF. A mantenedora defendeu como justificativa para as demissões o deficit acumulado, provocado pelo desequilíbrio entre a receita dos cursos, nas duas instituições, e a folha de pagamento dos docentes.

Ficou acertado que o Calendário Acadêmico será discutido com as Associações na próxima semana. Está também agendado para a próxima semana, o o encaminhamento do SINPRO-RIO, ADOCI e ADGF de ofício único à Seres com pedido de nulidade das decisões dos conselhos universitário das duas IES, além do exame dos Estatutos e da composição dos Conselhos, com inclusão de denúncias de assédio moral e abertura de planilha financeira do grupo Galileo.

Magna Corrêa de Lima Duarte
Vice-presidente da Adoci

%d bloggers like this: