Falta segurança nas unidades da UC

Presidente da Adoci encaminha comunicado solicitando providências

O retorno às atividades acadêmicas vem acompanhado de medo e insegurança por causa da situação constrangedora que alunos, funcionários e professores da UC são obrigados a passar, ao acessarem os prédios da Unidade Ipanema. Sem seguranças nos blocos A, B e C, totalmente abandonados à sorte, os acadêmicos e trabalhadores são diariamente abordados, seguidos e alguns até assaltados por ladrões, usuários de crack e pivetes que, certamente, ao verem o abandono e desmando dos prédios, se sentem à vontade para achacar, inclusive, as pessoas que tentam estacionar com os seus carros nas cercanias da UniverCidade. Seria um problema do estado, se não fosse o fato de, ao verem as pessoas estacionar, segui-las até as dependências da UC e abordá-las com violência ou pedido de esmolas.

A ADOCI buscou apurar esta irregularidade, pois uma professora, que estava junto aos seus alunos na cantina do bloco B, foi abordada por um desses meliantes, no interior do prédio (!). Segue abaixo, mensagem de e.mail enviada ao reitor Manoel Peixinho e sua resposta:

Prezado reitor professor Peixinho.

Estamos vivendo momentos de grande medo e apreensão nas nossas unidades em razão da falta de segurança. Os riscos eminentes que todos corriam no dia a dia com a ausência de um efetivo começaram a se transformar em ameaça a integridade de professores, estudantes e funcionários.
A unidade Madureira está no centro de três comunidades em constantes conflitos na disputa pelo comando do tráfico utilizando um grande arsenal e causando medo a todos.
Na Gonçalves Dias no último dia 14, segunda-feira, por ocasião de manifestações no centro da cidade, a unidade foi invadida por mascarados perseguidos por policiais militares.
Em Ipanema por duas vezes nesta semana, pivetes entraram no Bloco A e chegaram até as salas de aula. Sem contar os que fazem do local a moradia com verdadeiros acampamentos com direito a colchão etc…
Entendemos que uma reestruturação demanda uma série de providências e custos elevados, porém julgamos ser prioridade a segurança de toda comunidade acadêmica que hoje convive com o medo e cercada de usuários de droga que abordam a todos e causam grande insegurança.
Solicitamos providências urgentes com a contratação de empresa do gênero e sugerimos que a instituição envie oficio com o pedido de apoio aos batalhões das referidas áreas, principalmente nos horários de entrada e saída dos turnos da UniverCidade.
Sem mais, agradecemos,
Sidnei Amaral
Presidente
ADOCI
Associação Docente da Cidade
Resposta da Mantenedora: 
———- Mensagem encaminhada ———-
De: Alex Porto <alexporto@galileoeducacional.com.br>
Data: 23 de outubro de 2013 11:21
Assunto: RES: SEGURANÇA
Para: adoci2013 <adoci2013@gmail.com>

Prezado Professor Sidnei Amaral,

Estamos tomando as devidas providências para solucionar até o dia 30 do corrente os problemas de segurança apontados pelo senhor. Registro que tentamos tratar essa questão com funcionários contratados, contudo, tivemos um grande índice de faltas e abandonos de emprego, o que gera essa situação de insegurança.

Cordialmente,

Alex K. Bezerra Porto Farias

Diretor Presidente

 

%d bloggers like this: